Projectos, Integrar pela Arte

Integrar pela Arte

MEMÓRIA


O Projecto “Memória e Histórias de Vida – Histórias de um Quotidiano” nasce a partir de uma parceria entre a Residência e Centro de Dia da Quinta das Flores, pertencente à Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, e o Movimento de Expressão Fotográfica. Ler mais…


No ano de 2006 o Imagine Conceptuale – Memória  integrou-se no projecto global do MEF-Movimento de Expressão Fotográfica – DAS/CML, sob a designação projecto_Lisboa. Nesse âmbito, os participantes  revisitaram as suas memórias visuais (do tempo em que viam bem) para a criação de conceitos imagéticos sobre as suas imagens. Ler mais…


O projecto, intitulado SENTI(N)DO, tem por base a criação de imagens por parte dos participantes e idealizadas a partir da apropriação de um cheiro. As imagens foram realizadas em estúdio fotográfico com o recurso ao tacto na montagem do cenário. Posteriormente a percepção da imagem fotográfica é feita através de uma impressão em alto relevo, em que as formas e texturas são fornecidas por linhas e pontos. Ler mais…


IDENTIDADE


Com o projecto Inclusão do Olhar propusemos uma série de ateliers direccionados para a fotografia que foram ministrados nas instalações para e com os residentes. Partindo de uma base técnica fotográfica pretendeu-se que os participantes nos ateliers desenvolvessem uma procura/descoberta da sua identidade e do meio ambiente que os envolve. Ler mais…


Paisagens do Vento – Retratos, onde se desenvolveu o sentido do tacto dos participantes (pessoas com deficiência visual) através da construção de máscaras faciais acompanhadas pela respectiva imagem visível. Ler mais…


No projecto IMAGO, o Movimento de Expressão Fotográfica deu autonomia a cada autor para trabalhar os vários sentidos em simultâneo e que sejam, para si, de maior relevância. O tema a ser trabalhado foi a auto representação. Ler mais…


O atelier Fotografia e Identidade pretendeu trabalhar na área da formação e inclusão social com recurso à produção de imagens fotográficas. Preocupações em retratar e expor um quotidiano, feito de imagens, foi o desafio do projecto enquanto fomentador de uma aprendizagem da técnica fotográfica, numa procura da imagem estética reveladora de todo um universo imagético capaz de descrever um quotidiano, potencializado através de diversos recursos de linguagem. Ler mais…


No projeto Estórias do Eu pretendeu-se trabalhar a narrativa fotográfica, sendo que cada participante contou a sua história de vida. Como simbolismo de uma visão exteriorizada do Eu, foram utilizados espelhos no processo de criação de imagem. Cada participante transportou uma mala com um espelho que serviu para reflectir a história de vida imaginada pelo outro. Ler mais…


O Projecto “Retrato de Mim”, nasceu em 2011, quando a Associação Portuguesa de Apoio à Mulher com Cancro da Mama (APAMCM), a Associação Promotora de Emprego de Deficientes Visuais (APVD) e o Movimento de Expressão Fotográfica (MEF) se juntaram para dar forma à ideia de usar a Fotografia como forma de expressão de vivências da doença nas suas várias fases. Ler mais…


TERRITÓRIO


No seguimento de todo o projecto Imagine Conceptuale (primeiro projecto realizado no âmbito do programa “Integrar pela Arte” onde se trabalhou com pessoas com deficiência visual), foi sempre dada primazia à utilização do som enquanto descrição e identificação da imagem, nasceu o projecto Paisagens do Vento, onde se procurou abordar a realização de imagens onde a própria imagem não se encontra, tomando-se o caminho da verdadeira conceptualização da imagem fotográfica. Para isso recorremos ao som identificativo dos lugares ou assuntos como percepção espacial. Ler mais…


O documentário é um género audiovisual utilizado como forma de expressão da sociedade e registo de acontecimentos. O vídeo documentário caracteriza-se por apresentar determinado acontecimento ou facto, mostrando a realidade de uma forma mais ampla e pela sua extensão interpretativa. Neste contexto, o projecto “Diálogo de Olhares”  trabalhou dentro do conceito de documentário ficcionado enquanto procurou traçar a história de vida de cada um dos jovens. Ler mais…


Preocupações em retratar e expor um quotidiano, feito de imagens percebidas de uma maneira não convencional àqueles que vêem e possibilitar àqueles que não vêem mais um canal de expressão. Este foi o desafio que o MEF – Movimento de Expressão Fotográfica fez ao Centro Helen Keller através do projecto Imagem do Sentir. Ler mais… 


Partindo de uma base técnica fotográfica pretendeu‐se que os participantes no projecto Ad1Q-Apontamentos de 1 Quotidiano desenvolvessem uma procura/descoberta da sua identidade e do meio ambiente que os envolve. A ideia base do projecto consistiu em que cada utente do CASL fotografasse o seu quotidiano durante um período de tempo, através de máquinas fotográficas Pocket, permitindo total liberdade a cada autor tornando-o independente em termos de tomada de imagem. Ler mais…


Anúncios

Movimento de Expressão Fotográfica